21 de jun de 2010

OS PROGRAMAS MAIS IMPERDÍVEIS PARA SE FAZER EM SÃO PAULO




01. Provar o bolinho de bacalhau e o chope do Bar do Léo, que desde 1 940 sai religiosamente abaixo de zero grau e com colarinho, na rua Aurora, 100, em Santa Ifigênia.

02. Experimentar os docinhos de festa da doceira Di Cunto (que funciona desde 1 935), na rua Borges de Figueiredo, 61, na Mooca.

03. Devorar uma pizza calabresa no Castelões, na rua Jairo Góes, 126, no Brás, com um bando de amigos.

04. Almoçar nas bancas de comidinhas da feira de antiguidades que acontece aos sábados na praça Benedito Calixto, em Pinheiros.

05. Deliciar-se nas cantinas da Praça Dom Orione, no Bexiga, depois de passar a manhã de domingo entre as barracas da feirinha de antiguidades.

06. Circular pelas bancas do Mercado Municipal, na Avenida do Estado, e consumir, sem preocupações com os excessos, o pastel de bacalhau e o sanduíche de mortadela, além de toda a sorte de guloseimas que encontrar pela frente.

07. Comer duas das especialidades do Bar Sujinho, o frango caipira e a “chuleta”, a qualquer hora da madrugada. A salada de repolho já faz parte do couvert. Rua da Consolação, 2 063.

08. Aproveitar as noites de verão e tomar um sorvete italiano de frutas frescas numa mesa ao ar livre da sorveteria Stuppendo, na Rua Canário, 1 321, Moema.

09. Tomar vários copos de mate com leite espumante ou suco de frutas no Rei do Mate da avenida São João, 530 ou em qualquer uma das mais de 100 unidades da franquia espalhadas por São Paulo.

10. Comer qualquer item do cardápio árabe do Almanara da rua Basílio da Gama, 70, no Centro.

11. Ir ao brunch do Empório Santa Maria, na avenida Cidade Jardim, 790, aos sábados e domingos.

12. Dar um pulinho no Rancho da Empada, na Rua Sena Madureira, 357, na Vila Mariana. As empadas de camarão e palmito são inigualáveis.

13. Provar o penne com melão e presunto cru e curtir o público moderno do Spot, na rua Ministro Rocha Azevedo, 72.

14. Deleitar-se com os quindins, cocadas e beijinhos da Doceira Modelo, na rua Padre Raposo, 79, na Mooca.

15. Experimentar o tradicional bauru do Ponto Chic do Largo Paissandu, Centro.

16. Deliciar-se com os sundaes e bananas splits da sorveteria Alaska. Ela tem nada mais nada menos que 96 anos! A Alaska fica na rua Dr. Rafael de Barros, 70, no Paraíso.

17. Experimentar os sorvetes com ingrediente típicos da Amazônia na Sabor da Cor. Tem sorvete de muruci, bacuri, cupuaçu, açaí, tapioca… Fica na av. Tarumã, 378, Vila Pierina.

18. Começar  bem o dia com um café da manhã na padaria Blés d’Or, em Moema. O buffet é de encher os olhos e o estômago. Fica na rua Tuim, 653.

19. Deliciar-se com os bolos e pães preparados pelos monges do Mosteiro de São Bento. O Bolo Santa Escolástica é a melhor pedida.

20. Antes de comprar os pães, assistir a missa com cantos gregorianos. Até quem não é católico gosta de acompanhá-las. A missa ocorre todos os domingos às 10h da manhã.

21. Provar qualquer prato do Gigetto, na rua Avanhandava, 63, Bela Vista.

22. Comer as deliciosas empanadas e curtir o agitado ambiente do Bar das Empanadas, na rua Wisard, 489, na Vila Madalena.

23. Provar o sensacional filé coberto com alho do Rei do Filé da praça Júlio de Mesquita, no centro da cidade.

24. Conferir toda a tradição do Capuano, restaurante italiano fundado em 1 912. Fica na rua Conselheiro Carrão, 416, no Bexiga.

25. Degustar a dobradinha pastel de feira com caldo de cana em qualquer feira livre da cidade – de preferência na do Pacaembu (!!), que acontece de segunda a sábado em frente ao estádio.

26. Comer um beirute com pão super crocante num dos três endereços do Frevinho. Um deles fica no shopping Iguatemi.

27. Experimentar o melhor da culinária peruana – inclusive o tradicional ceviche – no restaurante La Mar Cebicheria. Endereço: rua Tababupã, 1 410, Itaim Bibi.

28. Tomar café expresso com pão de queijo no Café Girondino, ao lado do Mosteiro de São Bento. Rua Boa Vista, 365.

29. Comer até se empaturrar no rodízio da churrascaria Fogo de Chão, na avenida Moreira Guimarães, 964, em Moema.

30. Tentar descobrir quem tem a melhor esfiha, o Jaber ou o Catedral. Os dois ficam quase lado a lado, na rua Domingos de Morais, no Paraíso – o Jáber no número 86 e o Catedral no 54.

31. Provar o porpettone com mussarela do Jardim de Napoli, na Rua Dr. Martinico Prado, 463, em Higienópolis.

32. Aproveitar a visita ao Parque D. Pedro, no Centro, para conhecer o Espaço Catavento. A ala com brinquedos que ensinam física é imperdível.

33. Tomar um breakfast supernatureba no Parque da Água Branca aos sábados de manhã e aproveitar para visitar a feirinha de produtos orgânicos local.

34 – Esperar o mês de setembro para visitar a feira Revelando São Paulo, no mesmo Parque da Água Branca. Tem artesanato e comidas típicas de todas as regiões do estado de São Paulo.

35. Deliciar-se com as bombas recheadas com chocolate branco da Doceria Cristallo. Rua Oscar Freire, 914 e outros endereços.

36. Correr para a Vila Madalena para comer (quase ao ar livre) em algum dos pontos mais concorridos do bairro, como o Bar do Sacha, o Consulado Mineiro ou o Jacaré!!!!

37. Experimentar a pizza do Pedaço da Pizza. O melhor: fica aberto até altas horas da madrugada. Fica na Rua Augusta, 2931. Telefone:(11) 3891-2431.

38. A mesa absurdamente farta da As Noviças. Nessa casa de chá em Moema, o cliente paga um preço fixo e tem direito a pães, bolos, salgadinhos, doces, chás, sucos... Endereço: avenida Miruna, 442, Moema.

39. Assistir a um concerto na Sala São Paulo, na antiga estação Júlio Prestes, que tem uma das melhores acústicas da América Latina.

40. Assistir a uma peça, um balé ou um concerto no Teatro Municipal.

41. Assistir a qualquer filme na Sala Cinemateca, que fica no antigo matadouro da Vila Mariana, na rua Senador Raul Cardoso, 207.

42. Ir ao Teatro Alfa, ao lado da ponte Transamérica da marginal Pinheiros, para curtir qualquer um dos espetáculos sensacionais que acontecem no local. R. Bento Branco de Andrade Filho, 722.

43. Apreciar o fantástico acervo permanente do MASP. Avenida Paulista, 1 578.

44. Ir a um ensaio da escola de samba Vai Vai. A quadra fica na Praça 14 Bis, no Bexiga.

45. Conferir a programação do Centro Cultural Banco do Brasil, na rua Álvares Penteado, 112, Centro.

46. Assistir os clássicos e filmes alternativos do Espaço Itaú, reduto dos cinéfilos paulistanos. Fica na Rua Augusta, 1 475, Consolação. Tem também no shopping Frei Caneca, com filmes mais comerciais.

47. Conferir as obras de arte do MAM (Museu de Arte Moderna), que fica dentro do Parque do Ibirapuera, e do MAC (Museu de Arte Contemporânea), no antigo Detran.

48. Conhecer o Museu Lasar Segall, que funciona no imóvel que serviu de residência ao artista até sua morte, em 1 932, na rua Berta - que abriga as primeiras construções modernistas do Brasil.

49. Visitar o Museu de Arte Sacra, na avenida Tiradentes, 676, e...

50. ...aproveitar o passeio para conhecer a Pinacoteca do Estado, também na avenida Tiradentes. A entrada é gratuita aos sábados.

Clique aqui para continuar lendo o texto.

12 comentários:

  1. Como eu pude esquecer da Bienal de Arte de São Paulo. Anotem esse programa imperdível:
    BIENAL DE ARTE DE SÃO PAULO (Que, como o próprio nome indica, ocorre a cada dois anos... infelizmente).

    ResponderExcluir
  2. Quer levar uma lembrança ou souvenir de São Paulo para casa? Então, visite a loja virtual Souvenires de São Paulo:

    http://www.lojamais.com.br/loja/emp_bodyhome.aspx?codEmp=7115

    ResponderExcluir
  3. Estive com meu marido no centro de São Paulo e tentamos visitar o Jardim no alto do predio da Prefeitura mas não foi possível, nos informaram que agora não está mais aberto para visitas. ficamos muito tristes. Sandra/Guarulhos-SP

    ResponderExcluir
  4. Interessante essas dicas! Eu adoro SP e estou indo mais uma vez em novembro, vou aproveitar para conhecer alguns lugares que ainda não conheço citados nestas dicas!

    ResponderExcluir
  5. Nasci e cresci em SP e ainda não conheço um terço da cidade! Ótimas dicas.

    ResponderExcluir
  6. E comer um mini-beirute, no Frevo?
    Rua Augusta, 1563
    Cerqueira César

    ResponderExcluir
  7. COMER UM MINI-BEIRUTE NO FREVO!!

    ESTÁ ANOTADA A SUA SUGESTÃO.

    O FREVO É TRADICIONAL EM SÃO PAULO.

    ResponderExcluir
  8. Poha, isso é um tour para obesos, não?

    ResponderExcluir
  9. Legal a listagem... já fiz vários.
    Tenho um blog que divulga outros programas alternativos... Passa por lá: http://www.exploradoresurbanos.com.br/

    ResponderExcluir
  10. concordo com o amigo, tour para obesos?

    ResponderExcluir
  11. Assistir a uma das ótimas peças de teatro (muitas vezes gratuitas) no SESI Paulista.
    E depois tomar um lanche na hamburgueria do Sujinho, na Rua Maceió, pertinho da Consolação.
    Visitar o Sebo Brandão, perto da Biblioteca Mário de Andrade, no Centro. É um antigo prédio de apartamentos, cada apartamento um setor!!

    ResponderExcluir