28 de mai de 2009

CONHEÇA SÃO PAULO DE METRÔ

O modo mais fácil de conhecer São Paulo é de metrô. Dona da maior rede metroviária do país, ela possui estações em quase todas as regiões. Com a inauguração da linha 4 - Amarela, o metrô chegará aos bairros de Pinheiros e Morumbi e com a ampliação da Linha 2 - Verde, chegará à Vila Prudente. É possível que até 2014, ano da Copa do Mundo, o metrô seja estendido para regiões antes carentes desse tipo de transporte como a Freguesia do Ó, na Zona Norte, e Lapa, na Oeste. Mas a maior parte dos pontos turísticos vizinhos ao metrô continuarão concentrados na região do Centro (o que inclui a Liberdade, Sé, Luz e Barra Funda) e da Paulista.
Com a ajuda de mapas, guias turísticos e um pouco de conhecimento próprio, elaborei um roteiro de atrações próximas a algumas estações. A intenção é orientar o visitante sobre o que ele pode encontrar nas imediações das estações metroviárias escolhidas. Na verdade, fiz uma espécie de ranking das estações com maior número de atrações. Vamos começar pela estação Paraíso do ramal Paulista da Linha Verde.



ESTAÇÃO PARAÍSO/LINHA VERDE - Atrações: Catedral Ortodoxa, Centro Cultural São Paulo, Shopping Pátio Paulista, Casa das Rosas e Instituto Itaú Cultural.

ESTAÇÃO TRIANON-MASP/VERDE - Atrações: MASP (com a feira de antiguidades aos domingos), Parque Trianon, Conjunto Nacional (com a imperdível Livraria Cultural), Fiesp (sede do Teatro Popular do Sesi) e shopping Center 3 (com a feira de antiguidades que ocorre durante a semana e feira Como Assim?, aos domingos)

ESTAÇÃO LUZ/AZUL E FUTURA AMARELA – Atrações: Estação da Luz, Museu da Língua Portuguesa (dentro da própria estação), Pinacoteca do Estado, Estação Pinacoteca, Museu de Arte Sacra, rua José Paulino (Bom Retiro), rua São Caetano (ou “rua das noivas”) e Estação Júlio Prestes (local da conhecida sala de concertos Sala São Paulo).

ESTAÇÃO BARRA FUNDA/VERMELHA - Atrações: Playcenter (pena que o acesso pelo metrô seja um pouco difícil), Parque da Água Branca, Memorial da América Latina, shopping West Plaza, Casa das Caldeiras, Parque Antarctica (estádio do time do Palmeiras), shopping Bourbon e Sesc Pompéia. Um detalhe: os shoppings West Plaza e Bourbon, além do Parque Antarctica e o Sesc ficam praticamente ao lado um do outro.



ESTAÇÃO REPÚBLICA/AZUL - Atrações: feira da Praça da República (finais de semana), feira de arte da rua Marquês de Itu (onde, aos domingos, centenas de artistas compram suas "matérias-primas"), edifício Copan, edifício Itália (onde, no restaurante Terraço Itália, pode-se descortinar uma das melhores vistas de SP), Cine Marabá (conjunto de salas recentemente reinaugurado), Largo do Arouche (com suas inúmeras estátuas e bancas de flores), Bar Brahma (na famosa esquina da Ipiranga com a São João), Galeria do Rock e Teatro Municipal.

ESTAÇÃO SÉ/AZUL E VERMELHA - Atrações: Catedral da Sé, Centro Cultural da Caixa Econômica, Pátio do Colégio (imperdível pelos monumentos, pelo café e pelo museu dedicado a Anchieta), Bairro da Liberdade, sebos (muitos, muitos sebos), Largo de São Francisco (com a sua Faculdade de Direito), Solar da Marquesa, Fórum João Mendes e Igreja do Carmo (imperdível pela sua arquitetura histórica). Importante: é onde as linhas Azul e Vermelha se cruzam, o que faz da Sé uma das estações de acesso mais fácil.

ESTAÇÃO SÃO BENTO/AZUL – Atrações: Mosteiro São Bento, rua Florêncio de Abreu (especializadas em máquinas e ferramentas), rua 25 de Março (especializada em presentes e armarinhos), rua Santa Efigênia (elétricos e eletrônicos), Viaduto Santa Efigênia, rua São Bento, Vale do Anhangabaú, Edifício Altino Arantes (com uma das melhores vistas de São Paulo), Bovespa, Centro Cultural do Banco do Brasil e Mercado da Cantareira (ou Mercado Municipal).



Ao observar detalhadamente o mapa do metrô, podemos ver que algumas estações estão próximas. A Sé e a São Bento ficam a poucos metros uma da outra, portanto, é possível visitar pontos turísticos da Sé desembarcando na São Bento. O visitante pode muito bem descer na São Bento, conhecer o Vale do Anhangabaú e, em seguida, subir no edifício Altino Arantes para ver a cidade do alto, seguindo para a Sé. O único problema é que, para conhecer tantos lugares interessantes, um dia nunca é suficiente.
Boa sorte e, precisando de algum conselho, entre em contato.

22 de mai de 2009

SAIBA QUAIS SÃO OS EVENTOS MAIS DIVERTIDOS DE SÃO PAULO

De acordo com uma matéria publicada no jornal O Estado de São Paulo de 16 de maio de 2009, São Paulo é uma das 15 melhores cidades do mundo para abrigar eventos internacionais, superando metrópoles como Madri, Tóquio, Sydney e até Londres.
Ainda segundo a reportagem do Estadão – baseada em uma pesquisa da ICCA, a Associação Internacional de Congressos e Convenções -, a capital paulista abrigou 75 eventos de porte mundial em 2008.
Boa parte dos eventos “paulistanos” são congressos, exposições e feiras, totalizando 90 mil por ano. Pelo menos esse foi o resultado de 2008.
Um dos fortes de São Paulo são as feiras dirigidas aos seguimentos industrial e varejista como Feimafe, Brasilplast, Couro Moda e Fenit.
Mas São Paulo não sedia eventos apenas para profissionais, ela vai além disso. De jogos de futebol a exposições de arte, a variedade é impressionante. Alguns atraem turistas que não querem outra coisa senão se divertir. É o caso do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, da Virada Cultural e da Parada Gay.
A seguir, uma seleção de eventos para quem pretende vir a São Paulo, conhecer a cidade, se distrair e se divertir um bocado.

MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA – Organizada por Leon Cakoff em comemoração aos 30 anos do MASP em 1977, a Mostra Internacional de Cinema ganhou ao longo do tempo espaço e público. Na última edição foram exibidos mais de 300 longas e 60 curtas em 20 salas de exibição, entre as quais Espaço Unibanco, HSBC Belas Artes, Centro Cultural São Paulo e Cinesesc.
Por que é legal – A Mostra reúne filmes de dezenas de países, alguns sem muita tradição cinematográfica. É um prato cheio para quem curte cinema alternativo. Mas, mesmo que prefira o bom e velho cinema comercial, vale a pena pegar algumas sessões. Você aprenderá sobre outras culturas e verá como anda a produção cinematográfica internacional.
Quando ocorre – Entre outubro e novembro.

VIRADA CULTURAL – Na sua 5ª edição, em 2009, a Virada Cultural bateu a Parada Gay como o evento de maior público em São Paulo. No total, participaram 4 milhões de pessoas. Foram mais de 800 atrações reunidas em diversos palcos, a maioria no centro da cidade, em 24 horas de shows ininterruptos. Apresentaram-se cantores do calibre de Zeca Baleiro, Fafá de Belém, Reginaldo Rossi e Benito di Paula, além de grupos como Nação Zumbi e CPM 22.
Por que é legal – O cardápio da Virada Cultural é extenso. Há shows para todos os gostos e todo tipo de público. Fãs de metal e samba, música brega e reggae, música clássica e eletrônica, ninguém fica desemparado. Se você faz o tipo eclético, melhor ainda. Os palcos do Centro são montados a poucos metros um do outro. Se cansou de um show ou quiser ver dois (quase) ao mesmo tempo, basta alguns passos para dar de cara com outro palco. A quantidade de tribos é impressionante.
Quando ocorre – Maio.



PARADA GAY – Com mais de 10 anos, a Parada Gay é o evento que atrai mais turistas a São Paulo. São quase 500 mil visitantes. Os participantes se reúnem na Paulista e descem a Consolação no compasso dos carros de som. Aliás, normalmente são mais de 20 carros que tocam todos os estilos de música, a maioria eletrônica. Ao contrário de de paradas internacionais, a de São Paulo está mais para o carnaval do que para uma passeata.
Por que é legal – Apesar do nome, não se trata de uma festa exclusivamente gay. Calcula-se que 40% dos participantes sejam heterossexuais. Participam casais de idosos, jovens namorados e famílias inteiras. As drag queens são um espetáculo à parte. Com suas fantasias espalhafatosas, elas chamam a atenção a distância. É ideal para quem quer conferir a diversidade da fauna humana.
Quando ocorre – No domingo após o dia de Corpus Christi – feriado que obedece ao calendário lunar, variando entre os meses de maio e junho.

CORRIDA DE SÃO SILVESTRE + RÉVEILLON NA PAULISTA – A corrida de São Silvestre ocorre na avenida Paulista, sempre no último dia do ano. Participam corredores de todos os estados do Brasil e de diversos países em duas provas, uma feminina e outra masculina. Após a prova masculina, toda a infra-estrutura da corrida é desmontada para receber o público do Réveillon na Paulista, evento que reúne cerca de dois milhões de pessoas. Na verdade, o réveillon da avenida Paulista é uma maratona de shows que começa por volta de 10h00 da noite e só termina por volta de 3h00 da madrugada. A meia-noite ocorre a queima de fogos saudando o ano novo.
Por que é legal – Infelizmente, a TV não mostra os corredores exóticos, uma atração a parte da São Silvestre. Fantasiados de super-heróis, sertanejos, índios, animais, eles chamam a atenção por onde passam. As faixas e cartazes indicando o lugar de onde vieram ou com declarações que variam entre o politico e o romântico também despertam a atenção. Como eles são os últimos a largar, vale a pena esperar algumas horas para acompanhá-los na chegada. É garantia de distração (e diversão). De quebra, você pode fazer um lanche e ficar por ali aguardando o início do Réveillon na Paulista.
Quando ocorre – Último dia do ano.



CARNAVAL NO SAMBÓDROMO – É o segundo melhor carnaval do país, perdendo apenas para o carioca. Participam dezenas de escolas de samba, entre elas a Mancha Verde, Camisa Verde e Branco, Império de Casa Verde e Vai-Vai.
Por que é legal – As fantasias e alegorias são de encher os olhos. Os sambas-enredo não deixam ninguém parado, levantando até defunto. A animação do público é contagiante. Precisa dizer mais alguma coisa?
Quando ocorre – Entre fevereiro e março, cerca de quarenta dias antes da quaresma, seguindo o calendário lunar.

FÓRMULA 1 + SALÃO DO AUTOMÓVEL – O GP do Brasil de Fórmula 1 atrai milhares de visitantes para a cidade, em sua maioria homens. Cada um dos 140 mil turistas gasta em média R$ 600,00 na cidade. Boa parte desse público é estrangeiro. Como a cada dois anos ocorre o Salão do Automóvel, parte do público aproveita a estadia na cidade para conferir as novidades da indústria automobilística.
Por que é legal – Além do Grande Prêmio do Brasil, o público pode acompanhar os treinos da Fórmula e ainda curtir algumas atrações da cidade, entre elas o Salão do Automóvel. O Salão é um prato cheio para o público que aprecia carros de luxo, esportivos e mesmo populares. Marcas como Audi, BMW, Alfa Romeo, Ferrari e Maserati sempre marcam presença no evento.
Quando ocorre – Em meados de outubro. O Salão de Automóvel ocorre a cada dois anos.



BIENAL DE ARTE DE SÃO PAULO – A Bienal de Arte é um dos mais importantes eventos do tipo da América Latina, reunindo artistas de diversos países.
Por que é legal – A entrada é gratuita. Os visitantes tem a chance de apreciar pinturas, esculturas e instalações de artistas brasileiros e estrangeiros das mais variadas tendências. Como o prédio da Bienal, onde funciona o evento, fica no Parque do Ibirapuera, dá para conhecer a imensa área verdade do parque e ainda apreciar os eventos paralelos que ocorrem simultâneamente na Oca, Museu de Arte Contemporânea e Museu de Arte Moderna. Pena que a última Bienal, ocorrida em 2008, esteve (beeeem) aquém das anteriores.
Quando ocorre – Entre novembro e dezembo, a cada dois anos.

BIENAL DO LIVRO – Organizada pela Câmara Brasileira do Livro, a Bienal do Livro reúne as principais editoras do país no pavilhão de exposições da Imigrantes. Na última Bienal foram lançados 2 mil novos livros e expostos 1,2 milhão de títulos em cerca de 320 estandes. O público presente foi de cerca de 800 mil pessoas. Pesquisas indicam que 75% dos visitantes levam algum livro para casa
Por que é legal – O número de títulos em exposição é de deixar o visitante exausto. É impossível conferir todos os novos títulos em uma só visita. A quantidade de pessoas (a maioria no período da tarde) também estressa um bocado. Mesmo assim vale a pena. O visitante sempre descobre alguma coisa interessante, entre livros adultos, juvenis e infantis. Boa parte dos lançamentos são de livros para crianças. Mas, bom mesmo são as promoções. O visitante pode adquirir livros infantis por R$ 2,00 e adultos (alguns de filosofia) por meros R$ 10,00.
Quando ocorre – Entre julho e agosto, a cada dois anos.

8 de mai de 2009

A MOVIMENTADA VIZINHANÇA DA PAULISTA

A avenida Paulista é um dos endereços mais conhecidos e queridos de São Paulo. Quase todo paulistano passou por lá alguma vez. E quase todo mundo que mora na cidade conhece alguma “atração” local: Conjunto Nacional, MASP, Parque Trianon, Center 3, Fnac e outras. Mas quantos conhecem os vizinhos da Paulista?
A vizinhança da avenida mais famosa da cidade é extremamente movimentada. O entorno da Paulista é endereço de shoppings, cinemas, centros culturais, parques e até cemitérios (!!!) interessantes. Só para se ter uma idéia, há quatro shoppings na imediações (contando o Center 3, localizado na própria Paulista).
Como esse blog é dedicado (principalmente!) ao povo que adora bater perna na cidade, as dicas levam em conta o tempo aproximado de locomoção entre a avenida e o vizinho ilustre. Veja só o que há por perto da Paulista:

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO - 20 minutos a partír da esquina da Brigadeiro Luís Antônio - Localizado ao lado da estação Vergueiro do metrô, o CCSP é um dos vizinhos mais interessantes da Paulista. Abriga teatro, cinemas e espaço para exposições, além de um fantástico conjunto de bibliotecas. A biblioteca principal possui um acervo de mais de 110 mil títulos, caprichosamente separados e catalogados. Além dela, O CCSP é sede de uma biblioteca em braile, uma gibiteca, uma biblioteca de artes e uma discoteca, que é simplesmente incrível. A quantidade de discos raros (boa parte de 75 rpm) e fora de catálogo impressiona. Os visitantes podem escolher um Lp e escutá-lo por meio de fone de ouvidos, e sem incomodar os concentrados visitantes da biblioteca. O jardim central, restaurante e vãos livres deixam a gente com vontade de voltar, nem que seja para não fazer nada.



SHOPPING PÁTIO PAULISTA – 10 minutos a partír da Brigadeiro Luís Antônio - Recentemente reformado, o antigo shopping Paulista ficou mais bonito e sofisticado. Os fãs da marca de computadores Apple vão delirar com a nova loja exclusiva da marca. Consumidores de grifes sofisticadas como Victor Hugo também não vão ter do que reclamar. O mix de lojas é diversificado, mas o grande problema do shopping é a praça de alimentação, que é pequena e possui poucas opções de alimentação. Em breve, o Pátio Paulista contará com sete salas de cinema e, mais adiante, com um teatro.

SHOPPING FREI CANECA – 15 minutos do MASP – Localizado na rua de mesmo nome o shopping Frei Caneca abriga um supermercado amplo, um mix de lojas interessante e uma praça de alimentação espetacular. Outro fator que conta pontos é o conjunto de salas de cinema Unibando Artplex. O local também conta com dois bons teatros e um movimentado centro de convenções. Se possível, visite o Empório Frei Caneca e tente resistir aos produtos (do mundo todo) da loja. O Frei Caneca é um dos mais descolados centros de compras de São Paulo, com clientela jovem e de alto poder aquisitivo. Mas ele tem um probleminha: encontrar as escadas rolantes.

RUA OSCAR FREIRE – 10 minutos a partír da esquina da Paulista com a Haddock Lobo – Para chegar na rua mais sofisticada de São Paulo, é só descer a Haddock Lobo. Está certo que você talvez não queira levar nada, mas ainda assim vale dar umas volta pela rua. Recentemente reurbanizada e com lojas sofisticadas, a Oscar Freire tem ares de primeiro mundo. É endereço de lojas como H. Stern, Natan, Mont Blanc, Victor Hugo, Diesel, Rosa Chá e outras grifes. Um dos pontos mais interessantes (ao menos para quem curte tênis e moda esportiva) é a loja da Nike - ao lado do estacionamento Rede Park. A sorveteria Häagen Dazs tem sorvetes com sabores inesquecíveis e o Santo Grão possui um dos melhores cafés de São Paulo. Mas o que vale a pena mesmo é (toda!) a região (incluíndo a Haddock Lobo, Alameda Lorena e ruas próximas) com seus restaurantes, bares, cafés, carrões e gente bonita. Pena que as “muralhas” que trabalham na segurança de algumas lojas intimidam.



CEMITÉRIO DO ARAÇÁ – 10 minutos a partír da esquina com a rua da Consolação - São Paulo possui cemitérios que valem a visita, como os da Consolação, Vila Formosa e cemitério São Paulo. Um dos mais interessantes é o do Araçá. Primeiro, por causa da bela arte tumular. Segundo, pelos jazigos antigos que contam parte da história das famílias da cidade. Terceiro, pelo número de personalidades sepultadas (como a atriz Cacilda Becker). Quarto, pelas atrativas bancas de flores da avenida Dr. Arnaldo. Quinto, pela vizinhança com o contrastante Cemitério dos Protestantes que, aliás, também merece uma visita.

FAAP (FUNDAÇÃO ARMANDO ÁLVARES PENTEADO) – 20 minutos a partír da Consolação – Para chegar na Faap, basta descer a avenida Angélica e entrar na rua Alagoas, à direita (ao lado da Praça Buenos Aires). O prédio principal da FAAP possui um dos mais belos e interessantes vitrais da cidade. É pena que não deixam fotografá-lo. Mas interessante mesmo são as exposições periódicas. A exposição sobre o Egito foi uma das mais visitadas da história da cidade. Outra mostra imperdível foi sobre Napoleão Bonaparte. As peças apresentadas no teatro Faap são uma boa desculpa para visitar o lugar. Mas, se puder, consulte o site da instituição ou verifique a programação cultural para não dar com a cara na porta (o risco é pequeno, não impossível).



Outros vizinhos interessantes da Paulista são o Parque do Ibirapuera, Cemitério da Consolação, shopping Pátio Higienópolis, Museu do Futebol e Museu da Imagem e do Som. Localizado na rua Augusta, sentido Jardins, o MIS possui um acervo rico (são mais de 300 mil itens) e uma programação cultural extensa. Está ao lado de outro ponto interessante da cidade, o Museu Brasileiro da Escultura (MUBE).
As imediações da Paulista concentram um grande número de salas de cinema. Além das salas de shoppings (como as do Pátio Paulista e o Higienópolis), há bons cinemas de rua na Consolação e Augusta. A esquina da Consolação é endereço do HSBC Belas Artes. O Espaço Unibanco de Cinema (antigo Espaço Banco Nacional) está na Augusta, a poucos passos da esquina com a Paulista.
A fama da avenida Paulista ultrapassou fronteiras. Nove de cada dez visitantes pretendem conhecer pontos como o MASP e o Parque Trianon. Poucos, porém, sabem de tudo o que há de bom, gostoso e legal nas proximidades. Por isso, da próxima vez que vier a São Paulo, procure conhecer a vinhança da Paulista. Vizinhança que merece a fama de movimentada.